Expansões de The Sims: entenda a polêmica sobre os pacotes

Frame do jogo The Sims Jornada para Batuu
ROTINA GAMER

Foi em fevereiro de 2020 que The Sims completou 20 anos de criação e de história, e que trajetória! Batendo recordes desde o ano de lançamento, o simulador da vida real é umas das séries de games que mais vendeu ao redor do mundo. 

Atingindo múltiplas gerações, o jogo acumulou muitos fãs ao longo dos anos, mas que, ultimamente, não têm estado muito satisfeitos com as expansões de The Sims e com os rumos que o game está tomando. 

Confira as polêmicas ao redor do jogo, conheça as últimas atualizações e saiba o que esperar do futuro do game seguindo a leitura do post. 

Uma breve história sobre The Sims

A história de The Sims começou lá em 1991, quando um dos desenvolvedores, Will Wright, perdeu sua casa para um incêndio. Dessa tragédia surgiu uma ideia: criar um jogo em que você teria que começar a vida do zero, construindo sua casa, aprendendo a se relacionar com as pessoas e ganhar dinheiro. 

O resultado foi um jogo que satirizava a vida real e a hierarquia das necessidades das pessoas, com barras de socialização, alimentação, higiene e diversão. Tudo de uma forma leve e cômica. 

O primeiro e mais básico de todos os The Sims, lançado dia 4 de fevereiro de 2000, tinha sete pacotes de expansão e duas versões deluxe, mantendo atualizações constantes para surpreender os fãs. Essa estratégia pareceu funcionar para o jogo: em menos de dois anos, ele alcançou a marca de mais de 6 milhões de unidades vendidas, tornando-se o game de PC mais vendido do mundo na época. 

The Sims 2, dessa vez ainda mais moderno com o 3D, trazendo a possibilidade de envelhecer e de dar personalidade aos personagens, foi lançado em 2004. Com oito pacotes de expansões e nove coleções de objetos, a estratégia de oferecer conteúdos diversificados para os jogadores se mantinha, assim como o sucesso do jogo. 

O outro recorde em vendas do The Sims veio com a versão 3. Lançada em 2009, o jogo trazia alguns diferenciais em relação aos antigos, como a abertura do mapa, os carros funcionais (os fãs entenderão esse drama! Calma, se você não conhece, explicamos abaixo) e mais interatividade. 

Não é à toa que na semana de lançamento o game chegou a vender 1,4 milhão de cópias, sendo um marco na história dos jogos para PC. Para o The Sims 3, foram criados 11 pacotes de expansões e nove coleções de objetos, e assim consolidou-se a tradição do jogo sempre liberar essas atualizações que trariam mais realidade às gameplays. 

Na versão mais atual, The Sims 4, algumas questões começaram a incomodar os fãs do jogo que já o acompanhavam por um bom tempo. Lançado em 2014 com várias otimizações, na quarta série da franquia os simers sentiram falta dos carros funcionais – que agora servem apenas como decoração (esse é o drama!), do mundo aberto sem as telas de carregamento (que aparecem toda vez) e de alguns outros elementos que davam mais veracidade ao game.

Porém, mesmo com todos os dramas, The Sims 4 ainda é um sucesso de vendas, com a marca dos 20 milhões de jogadores ao redor do mundo. Atualmente, são 10 pacotes de extensão, nove de jogo e 17 de objetos. 

Qual a diferença entre pacote de extensão, jogo e coleção de objetos?

A grande novidade do The Sims 4 foi a introdução dos pacotes de jogo para além dos de extensão e objetos. 

Todos eles são repletos de novos conteúdos e funcionam necessariamente como uma ampliação do jogo base (ou seja, é preciso ter a base para instalar os pacotes), porém o nível de impacto dos pacotes no jogo se difere. Entenda a diferença entre eles. 

Pacote de expansão do The Sims 4

Os pacotes de expansão são os mais robustos do The Sims. Além de ter mais objetos na categoria build and buy (construir e comprar, em português) e create a sim (cria um sim), traz mecânicas de jogo diferentes. 

É criado todo um mundo específico para o pacote, com construções já pré-prontas e novos personagens para interagir com o seu. São as extensões que tornam o mundo sims mais real, como a “Estações”, que traz para o jogo a primavera, o verão, o inverno e o outono, que não existem no jogo base. 

Pacote de jogo do The Sims 4

Os pacotes de jogo são uma versão reduzida dos pacotes de extensão. Vêm com menos itens, mas ainda sim trazem uma mecânica diferente para o game, introduzindo carreiras e ações que não estão presentes no The Sims de base. 

O “Escapada Gourmet”, por exemplo, inclui a possibilidade de seu sim construir e ser dono de um restaurante com funcionários e clientes, além de ser uma opção de lote comunitário em que seu personagem pode jantar fora com outros e se relacionar. 

Coleção de objetos do The Sims 4

É o pacote que entrega uma quantidade muito reduzida de itens e nenhum mundo novo. São ações mais compactas e voltadas exclusivamente para os objetos que fazem parte da atualização. 

Frame de The Sims. Mulher lavando roupa e homem pendurando.
A coleção de objetos no The Sims 4 deve ser incluída ao jogo base. Imagem: Reprodução/The Sims 4 .

O “Dia de lavar roupas” introduz a ação de limpar as vestes dos sims e inclui objetos para apenas esse fim, como máquinas de lavar, varal, cestos e prateleiras com produtos de limpeza. 

Por que os jogadores estão insatisfeitos?

The Sims sempre teve a preocupação de criar novos pacotes para os jogadores deixarem suas gameplays mais reais, divertidas e inovadoras, e isso, sem dúvidas, agrada muito aos players. Porém, o que os vêm deixando insatisfeitos são os temas e os objetos que os desenvolvedores estão entregando.

Isso acontece pois o jogo já possui muitos anos no mercado e cativou o público , que passou a ser cada vez mais exigente em relação ao que The Sims desenvolve. 

Outro ponto a ser observado é que, devido ao enredo do game ser uma simulação da vida real, os jogadores esperam conteúdos que estejam presentes e façam sentido no nosso mundo, como tons de pele mais variados.

A última polêmica foi em relação ao pacote de jogo Jornada para Battu em parceria com Star Wars. Há anos a comunidade gamer simmer pede por melhorias em relação aos detalhes do jogo, clama por carros que funcionem novamente e mecânicas diferentes. 

Quando foi anunciado o jogo baseado no universo de George Lucas, os fãs se frustraram e se sentiram ignorados pelos desenvolvedores. A reclamação principal dos simmers foi que todo o esforço gasto para criar um jogo, que não era pedido, podia ter sido depositado em um pacote que fizesse mais sentido e assim, quem sabe, em vez de criar a Millenium Falcon, pudessem ter desenvolvido o tão discutível carro funcional. 

O “pedido de desculpas” dos desenvolvedores

Os ânimos foram acalmados com o mais recente pacote de extensão: “Diversão na neve”. Desenvolvido pela EA Jogos em parceria com alguns players do jogo, a nova coleção teve um lançamento muito promissor e conseguiu conquistar os fãs, principalmente pela temática minimalista do build and buy.

Em uma entrevista para o Público de Portugal, Mike Duke, um dos desenvolvedores, afirmou que os jogadores tiveram voz desta vez. “Recentemente, fizemos uma sondagem com a comunidade em que perguntamos sobre uma série de possíveis funcionalidades e deixamos que os fãs nos dissessem quais queriam”. Segundo ele, a equipe de The Sims tentou incluir tudo o que podiam.

Aparentemente, os desenvolvedores do jogo entenderam o recado e estão dispostos a mudar para agradar o tão fiel público. Tudo o que podemos esperar é que The Sims entregue o que os fãs pedem e se torne cada vez mais inclusivo. 

Também quanto ao futuro do jogo, existem várias especulações em relação ao lançamento do The Sims 5, principalmente sobre a funcionalidade multiplayer e a possibilidade de utilizar o online e a nuvem. 

Já foi confirmada a quinta versão da série, mas ainda sem data e esclarecimentos. Os fãs cruzam os dedos para que os desenvolvedores aprendam com os erros e entreguem o melhor dos The Sims.

Requisitos mínimos para jogar The Sims

Sistema operacionalÉ necessário 64 BitsWindows 7/8/10
Processador1.8 GHz Intel Core 2 Duo, AMD Athlon 64 Dual-Core 4000+ 2.0 GHz Intel Core 2 Duo, 2.0 GHz AMD Turion 64 X2 TL-62 ou equivalente
Memória RAM4 GB
Placa gráficaNVIDIA GTX 650 ou melhor

PC Gamer para jogar The Sims

The Sims não é um jogo leve de rodar e usa exclusivamente o sistema operacional de 64 bits, por isso atente-se ao adquirir um computador ideal para jogar o game sem falhas ou travamentos. 

O recomendado é que o PC Gamer tenha pelo menos uma placa da Nvidia GTX 650 ou equivalente para não “fritar” seu dispositivo. Confira algumas opções da Shopinfo para se divertir sem se estressar. 

PC Gamer Neologic Dark Shadow

Com a placa de vídeo Nvidia GeForce GTX 1660 já instalada, 8 GB de memória e processador i3-7100, o PC Gamer Dark Shadow está pronto para jogar.

Adquira altas taxas de FPS e transmita suas gameplays sem perder o desempenho e bônus de aventure nos gráficos ultra-realistas. 

Além de ser ideal para jogar The Sims, o PC Gamer roda Fortnite, Apex Legends e PUBG a 144 FPS. 

Computador Dark Shadow
cta-conferir-no-site

Kit PC Gamer Neologic Mine Box

O PC Gamer idealizado para o jogo Minecraft também pode ser utilizado para rodar The Sims sem travar. Com placa de vídeo GeForce GTX 1050Ti 4GB, processador i5-8400 e 8GB de memória, o Mine Box é um #GameReady, ou seja, pronto para jogar.

Além disso, o kit acompanha monitor, teclado, mouse gamer e headset para você se tornar um verdadeiro pro player

Computador Mine Box
cta-conferir-no-site

Apesar das polêmicas, The Sims é um jogo divertido e fácil de agradar com os diversos pacotes de temáticas variadas. Para aqueles que adoram construções e imaginar personagens, a nossa dica é investir no jogo. 

Clique no banner abaixo e confira mais opções de PCs Gamer na Shopinfo para rodar The Sims. 

Banner para comprar computadores no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *