Como saber qual processador a minha placa-mãe suporta?

HARDWARE

Montar um computador gamer não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Seria ótimo se fosse só escolher uma peça de cada hardware, juntar tudo e apertar o botão play. Porém, não é bem assim que acontece!

Para dar vida a uma máquina capaz de rodar diversos jogos, você precisa aprender um pouco sobre a peça. Aqui no nosso blog, você pode antecipar possíveis problemas e conhecer os perigos e as dificuldades de montar um PC em casa!

E para te dar uma força ainda maior nessa tarefa, a Gamerinfo elaborou um novo material – agora, sobre a compatibilidade que deve ocorrer entre a placa-mãe e o processador.

Prontos para saber mais? Então, vamos lá!

Soquete, em busca do encaixe perfeito

A primeira coisa a ser verificada durante a relação entre os hardwares deve ser feita considerando os encaixes.

Isso porque a área é a conexão que possibilita a comunicação entre o processador e a placa-mãe – a junção dos componentes possibilita conexões elétricas e mecânicas entre eles.

Ou seja, é fundamental que haja a adaptabilidade, caso contrário o processador não poderá ser encaixado, inviabilizando o processo de montagem do computador.

É importante mencionar que os soquetes são elaborados com as características próprias – os modelos podem variar de acordo com as atualizações da fabricante ou modelo de processador que será instalado.

Um caso interessante é a 12ª geração de CPU da Intel que são elaborados com soquete LGA 1700, uma atualização dos modelos que utilizavam o LGA1200.

Essa inovação impossibilita que os soquetes novos funcionem nas motherboards elaboradas para os processadores de 10ª e 11ª geração.

Então, na hora de adquirir a placa-mãe e o processador, garanta que o soquete seja compatível – especialmente se você está considerando montar um computador com CPU Intel, uma vez que o soquete da concorrente, Ryzen, não passa por atualizações desde 2016.

Você pode conferir o nosso texto sobre “como saber se as peças do PC são compatíveis“. Por lá, elaboramos um guia sobre o assunto. Então, se você tem dúvidas sobre a harmonia de outros hardwares, não perca a oportunidade!

Suporte ou chipset

Depois de conhecer mais sobre o soquete, é hora de aprender um pouco mais sobre o chipset!

Mesmo que o processador encaixe perfeitamente no soquete, ainda há um fator que pode interferir no funcionamento da máquina: o chipset. Isso acontece quando ocorre uma disparidade nas tecnologias dos hardwares que são os sujeitos desse post.

Por exemplo, se você está querendo fazer um upgrade, mas a sua motherboard é da geração passada, é desnecessário investir no processador top de linha. Isso porque a placa-mãe não conseguirá entregar tudo que aquela CPU merece, deixando um “gap” muito grande de performance.

Mas não é tão simples! Isso porque as motherboards não vão desistir sem uma luta. Dessa forma, elas vão trabalhar duro para tentar oferecer esse desempenho.

É aí que está o problema, pois as placas são elaboradas com VRM, o Módulo Regulador de Tensão.

Quando a diferença é muito grande, ocorre um superaquecimento por parte da placa-mãe, ocasionando o famoso gargalo – condição que retarda o desempenho geral dos hardwares – tanto da placa-mãe quanto da CPU.

Portanto, mesmo que exista o suporte entre os dois equipamentos, é fundamental que haja o equilíbrio entre os componentes.

Leita também – Processador Intel ou AMD: quais as principais diferenças?

Passo a passo da compatibilidade: processador e placa-mãe

Como o intuito desse post é te ajudar a detectar a compatibilidade do CPU com a placa-mãe, não podemos pular essa parte, certo? Então, prepare-se para conhecer uma técnica ultrassecreta e extremamente difícil de identificação! Estão prontos?

Lá vai…

Basta visitar o site da fabricante da placa-mãe. É isso, simples e rápido!

Mas como a Gamerinfo não deixa ninguém na mão – elaboramos um passo a passo, se liga!

1. Identifique o modelo do seu processador

Digamos que você estava pesquisando como escolher um processador e adquiriu um do modelo Ryzen 5 3600.

Se você conferir os detalhes do CPU, verá que o hardware da marca AMD é elaborado com o soquete que nós já mencionamos anteriormente, o AM4.

Agora que você sabe qual é o encaixe, próximo passo!

2. Encontre uma motherboard compatível com o soquete

Um processador que não encaixa no soquete da placa-mãe é inútil, certo?

Sem compatibilidade, sem conexão, sem funcionamento. Portanto, atente-se a esse detalhe. Se você está montando um computador do zero, uma dica valiosa é investir primeiro no processador.

Isso porque quando você sabe qual será a unidade de processamento da sua máquina, basta você completar o setup, deixando todo o processo de aquisição dos outros hardwares muito mais focalizado – e consequentemente simplificado.

Leia também – O que é o clock do processador e como ele afeta o desempenho do PC

3. Identifique o chipset da placa-mãe

Não finalize a compra antes de comprovar o suporte da sua motherboard. Para isso, você precisará visitar o site da fabricante, por lá você terá informações precisas sobre tais características.

Por exemplo, se você encontrou uma Asus TUF B450-Plus Gaming por um precinho camarada, acesse o site da marca, procure pela aba “suporte” e tente encontrar o modelo do seu processador.

Se ele estiver por lá, você tem a garantia da funcionalidade do hardware.

Lembra quando falamos da diferença de potência da motherboard para a CPU? Então, algumas marcas que são referência na elaboração do hardware podem “viabilizar” os processadores de alta performance.

Porém, dependendo do modelo da placa, ela pode apresentar falhas com o tempo. Portanto, é importante estudar um pouco antes de investir.

Viu só? Até que não bicho de sete cabeças – ou uma Hydra para os íntimos. não é mesmo? Dá para identificar quais processadores são compatíveis sabendo apenas dois detalhes sobre as placas-mães e visitando o site da fabricante.

E se você curte temas com esse formato, você pode continuar aprendendo mais sobre os computadores! Elaboramos um post bem parecido, mas para saber como acessar as configurações do PC. Acesse e aprenda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *